Programas

Artes em saúde

Artes em saúde

No processo de envelhecimento ativo, além dos cuidados diretos com a saúde física, a pessoa idosa necessita de atividades multidisciplinares para estimulação cognitiva, saúde emocional e a socialização - as Artes em Saúde. O Grupo Cynthia Charone desenvolve as terapias artísticas dentro dos Programas Viver Mais e Vitalidade, com atividades de canto, danças, expressão corporal, teatro e instrumentos musicais, entre outras, que aumentam a autoestima e a qualidade de vida por meio da socialização e convivência.

Ver mais >
Viver mais

Viver mais

É um programa de envelhecimento ativo e saudável desenvolvido desde 2012 pelo Grupo Cynthia Charone, que começou em duas unidades e hoje presta o atendimento em 14 unidades, incluindo os municípios de Ananindeua e Castanhal. O programa é baseado na Gerontologia, especialidade que atende de forma integral e multidisciplinar da pessoa idosa, cuidando da sua saúde física, mental e social por meio das artes em saúde. Todo esse atendimento segue os quatro pilares do envelhecimento da Organização Mundial da Saúde (OMS), que são saúde, segurança, participação e aprendizado ao longo da vida.

Ver mais >
Rock Steady Boxing

Rock Steady Boxing

No mundo inteiro, pessoas estão, literalmente, lutando contra um inimigo comum: a doença de Parkinson. O Rock Steady Boxing (RSB), uma luta sem contato físico mas com grandes resultados, é uma metodologia norte-americana nascida em Indianápolis (EUA) e presente em mais de 600 espaços no mundo, sendo o Grupo Cynthia Charone a primeira unidade afiliada no Brasil e América Latina. Entre os resultados, diversos estudos apontam a desaceleração da progressão do Parkinson e a alta redução do tremores causados pela doença.

Ver mais >
Glaucoma

Glaucoma

O Programa de Glaucoma é mantido no Grupo Cynthia Charone por meio de convênio com o Ministério da Saúde, para controle da doença que é a maior causa de cegueira não reversível em todo o mundo. O atendimento é feito na Unidade de Glaucoma, na rua Diogo Moia, 285, em Belém, e o cadastramento no programa é feito direto na unidade, mediante a apresentação dos seguintes documentos: receita médica com validade de até três meses, identidade, CPF, comprovante de residência e cartão SUS (que pode ser feito na hora, caso o paciente não o possua).

Ver mais >